Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

FBI diz que sequestro em sinagoga do Texas não foi ataque à comunidade judaica

Homem manteve reféns durante horas.
Lusa 16 de Janeiro de 2022 às 11:17
Sequestro em sinagoga no Texas, EUA
Sequestro em sinagoga no Texas, EUA FOTO: Reuters
O FBI, o Departamento Federal de Investigação dos Estados Unidos, afirmou, este domingo, que o homem que manteve reféns durante horas numa sinagoga do Texas estava focado numa questão específica e não na comunidade judaica.

O agente especial do FBI Matt DeSarno, que coordena este caso, adiantou não haver indicação imediata de que o homem estivesse incluído num plano mais amplo de ataques, mas admitiu que a investigação da agência "terá alcance global".

O Presidente dos EUA defendeu, este domingo, ser necessário denunciar "o antissemitismo e ascensão do extremismo" no país, apesar de ainda estar a aguardar detalhes sobre a motivação do sequestrador.

FBI Texas Departamento Federal de Investigação dos Estados Unidos crime lei e justiça religião crime
Ver comentários