Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Fecho das escolas durante confinamento afetou saúde mental das mães mas não dos pais, revela estudo

Entre as várias tarefas laborais e o cuidar dos filhos as mães sentiram-se inúteis e deprimidas.
Correio da Manhã 1 de Junho de 2021 às 10:26
Teletrabalho
Teletrabalho FOTO: Getty Images

Um estudo britânico revelou que o fecho das escolas durante o confinamento devido à Covid-19 afetou a saúde mental das mães mas não teve impacto nos pais, avança o The Guardian.

Os investigadores revelaram que "fechar escolas para impedir a disseminação do coronavírus teve "um efeito prejudicial significativo" na saúde mental das mães, no entanto, "para os pais não fez diferença".

Entre as várias tarefas laborais e o cuidar dos filhos as mães sentiram-se inúteis e deprimidas. O estudo envolveu 1500 pais, de crianças entre os quatro e 12 anos em Inglaterra, que lidaram com o encerramento das escolas e o confinamento total.

Os sintomas mais comuns entre as mães envolvidas no estudo são perda de sono devido à preocupação constante, tensão, sentimento de não superação das dificuldades, sensação de infelicidade ou depressão bem como perda de confiança e sensação de inutilidade, revela o relatório da Universidade de Essex, do Reino Unido.

"Estimamos que o encerramento das escolas pode ser responsável por cerca de metade do declínio na saúde mental vivido pelas mães durante a pandemia. É impressionante que, em média, a saúde mental dos pais não pareça ser afetada pelo fecho de escolas", consideram os investigadores. 

The Covid-19 Guardian educação saúde universidades questões sociais
Ver comentários