Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Filho de Bolsonaro compara casamento gay a relação entre um homem e um cão

Durante uma entrevista, Eduardo Bolsonaro disse que o casamento entre pessoas do mesmo sexo "abre portas para muita coisa".
SÁBADO 8 de Dezembro de 2019 às 11:19
Eduardo Bolsonaro entrevista Israel
Eduardo Bolsonaro entrevista Israel
O deputado e filho do presidente Eduardo Bolsonaro defendeu, durante uma entrevista à televisão de Israel, que o amor não é um elemento suficiente para que se possa chamar um casal de família. A resposta do deputado federal surgiu quando Eduardo foi questionado sobre o que pensa da comunidade LGBT, alvo constante de ataques e críticas por parte da família "presidencial". 

"Não me importo. Se diz que só é necessário amor para construir uma família, está a dizer que eu e meu cão - eu amo o meu cão - somos uma família. Entende? Abre a porta para muitas coisas", defendeu. Recorde-se que Jair Bolsonaro disse, antes de ser eleito, que preferia que um filho morresse num acidente de carro a que fosse homossexual e que tinha orgulho em ser homofóbico



Mais tarde, o deputado que está suspenso pelo Partido Social Liberal (PSL) publicou excertos da entrevista, mas cortou a polémica resposta. A sua opinião terá gerado ainda mais polémica por ter sido emitida numa entrevista à televisão de um país onde a homofobia é crime. Telavive é, além disso, considerada várias vezes a cidade mais gay friendly do mundo.

Eduardo Bolsonaro, que se deslocou a Israel numa visita oficial da Comissão de Relações Exteriores da Câmara de Deputados do Brasil, elogiou ainda o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, manifestando o seu desejo em que os problemas que este tem com a justiça - foi acusado de corrupção e fraude - se resolvam. 

Eduardo Bolsonaro Israel LGBT questões sociais política minorias casamento gay homossexual relação
Ver comentários