Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Fortuna do dono da Louis Vuitton já supera a de Bill Gates

Francês Bernard Arnault conseguiu um feito histórico, “empurrando” Bill Gates para o terceiro lugar do “raking”.
17 de Julho de 2019 às 11:32
Bernard Arnault
Bernard Arnault

A fortuna de Bernard Arnault continua a aumentar, a beneficiar da subida das ações da LVMH, que estão a negociar em valores nunca antes registados. Esta evolução fez com que a fortuna do empresário francês ascendesse a quase 110 mil milhões de dólares, o que supera em 200 milhões de dólares a fortuna de Bill Gates.

 

Bill Gates ocupou sempre as duas primeiras posições do ranking das fortunas, sendo esta a primeira vez que isso não se verifica.

 

Arnault viu a sua fortuna aumentar 39 mil milhões de dólares só este ano, o que corresponde, "de longe", à maior subida individual do ranking da Bloomberg, salienta a agência de informação.

 

Grande parte deste "aumento" provém do desempenho das ações da LVMH, cujos títulos já tocaram num novo máximo histórico esta quarta-feira, 17 de julho. As ações estão a registar uma subida ligeira, mas negoceiam nos 389,45 euros, o que representa o valor mais elevado desde que está em bolsa (1989).


Só este ano, os títulos da LVMH já acumulam um ganho superior a 50%.

 

A fortuna de Arnault tem sido notícia nos útlimos meses, precisamente devido ao seu aumento. Em março, o empresário superou Buffett, conseguindo ascender ao terceiro lugar neste pódio. Em junho foi notícia porque passou a integrar um grupo exclusivo: onde cada fortuna está avaliada em, pelo menos, 100 mil milhões de dólares. Apenas as riquezas de Jeff Bezos e Bill Gates estavam neste patamar.

 

A Bloomberg realça que a fortuna dos três homens mais ricos do mundo supera o valor de mercado de quase todas as empresas cotadas no S&P500, incluindo a Walmart, Exxon Mobil e Walt Disney.

 

Arnault, de 70 anos, e a sua família estão entre os magnatas que em abril doaram mais de 650 milhões de dólares para a reconstrução da Catedral de Notre Dame depois de parte da igreja ter sido consumida por um incêndio. Arnault controla cerca de metade da LVMH através de uma holding familiar e ainda detém 97% da Christian Dior, fundada em 1949, três anos antes do seu nascimento.

 

Arnault entrou no mercado de produtos de luxo depois de ter comprado um grupo têxtil que detinha a Christian Dior. O empresário vendeu todos os outros negócios da empresa e usou os lucros na aquisição de uma participação de controlo na LVMH em 1988.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)