Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

"França está a ser atacada": Macron coloca sete mil militares nas ruas após ataque a catedral de Nice

Três pessoas morreram e várias ficaram feridas. Uma mulher foi decapitada.
Correio da Manhã 29 de Outubro de 2020 às 08:40
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Ataque com faca em França
Três pessoas morreram e várias ficaram feridas num ataque com faca junto à catedral de Nice, em França, durante a manhã desta quinta-feira. Segundo a imprensa francesa, uma das três vítimas mortais foi decapitada. Trata-se de uma mulher.

O Nice-Matin avançou que duas pessoas foram mortas dentro da catedral e outra morreu num bar próximo onde se refugiou depois de ser atacada.

Segundo o autarca de Nice, o sacristão da igreja é uma das vítimas mortais.

O suspeito do ataque foi neutralizado a tiro pela polícia. Acabou detido e transportado para o hospital.

Emmanuel Macron na catedral que foi atacada e anunciou que colocou sete mil militares nas ruas, no âmbito da operação Sentinela. "A França está a ser atacada. Temos de nos unir. Na França há apenas uma comunidade, é a comunidade nacional. Devemos unir-nos e não ceder ao espírito de divisão", disse o presidente francês.

Segundo a imprensa francesa, foram ouvidos tiros no centro da cidade cerca das 09h00 (08h00 em Lisboa). O autarca da cidade, Christian Estrosi, avançou através da rede social Twitter, que este tratar-se-á de um ataque terrorista. Cerca das 13h20, o presidente francês, Emmanuel Macron, já se encontrava naquele local.

Segundo ataque em França
A polícia francesa matou um homem que ameaçou várias pessoas com uma faca, em Avignon. De acordo com informação avançada pelos jornais locais, a polícia confirmou que abriu fogo depois do agressor ameaçar polícias com uma faca e alegadamente ter gritado 
'Allahu Akbar'.





Tudo o que se sabe sobre o ataque em Nice, em 2016
Uma multidão celebrava o Dia da Bastilha em Nice, França, quando a tragédia aconteceu. Um camião atropelou as largas centenas de pessoas que se concentravam no Promenade des Anglais, fazendo pelo menos 84 mortos e mais de 100 feridos.

O camião não parou de acelerar, atropelando as pessoas que tinham acabado de assistir ao fogo de artíficio, durante pelo menos dois quilómetros. O veículo estava cheio de granadas e de várias armas.



Nice França morto feridos ataque igreja
Ver comentários