Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Francês detido no Irão desde maio de 2020 iniciou greve de fome

Brière, de 36 anos, nega as acusações de espionagem por tirar "fotografias de áreas proibidas" com um drone num parque natural no Irão.
Lusa 27 de Dezembro de 2021 às 17:28
Benjamin Brière
Benjamin Brière FOTO: Reuters
Um francês detido no Irão há mais de um ano e meio por "espionagem", Benjamin Brière, iniciou uma greve de fome para protestar contra as suas condições de detenção, disse hoje fonte da sua família à agência France-Presse.

Brière, de 36 anos, que sempre se apresentou como turista e nega as acusações de espionagem, está detido numa prisão no nordeste do Irão desde maio de 2020 por tirar "fotografias de áreas proibidas" com um drone recreativo num parque natural no Irão, segundo o seu advogado.

"Benjamin iniciou a greve de fome no dia 25 de dezembro porque não foi autorizado a telefonar-nos no Natal, mas também para denunciar os abusos que sofreu nos últimos vinte meses", disse a sua irmã Blandine.

Irão Benjamin Brière política espionagem
Ver comentários