Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Fuga de gás obriga à retirada de doentes, médicos e profissionais de saúde de hospital em São Paulo

Foram evacuados 14 andares de um dos blocos da unidade hospitalar devido ao elevado risco de explosão.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 6 de Maio de 2020 às 21:44
Bombeiros no Brasil
Bombeiros no Brasil FOTO: Getty Images

Uma fuga de gás obrigou esta quarta-feira à evacuação de emergência de um dos prédios do Hospital Nove de Julho, em São Paulo, um dos mais conceituados daquela cidade brasileira. De acordo com a direção do hospital e os Bombeiros, ninguém ficou ferido mas o susto foi muito grande para profissionais da saúde e doentes.

A fuga ocorreu durante a realização de uma obra na esquina da Rua Herculano de Freitas com a Rua Peixoto Gomide, no bairro Cerqueira César, exatamente onde ficam os vários blocos do hospital. Um deles, o edifício onde funciona o Centro de Medicina Especializada, onde são realizadas consultas, exames e atendimentos de menor complexidade, foi totalmente tomado por nuvens tóxicas de gás, provocando pânico.

Os 14 andares do bloco tiveram de ser evacuados devido ao elevado risco de explosão. Centenas de médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde e outros tantos pacientes, muitos deles em macas e cadeiras de rodas, tiveram de deixar o edifício, orientados por Bombeiros.

Todos ficaram na Rua Peixoto Gomide, onde os médicos improvisaram da forma possível os atendimentos e a polícia afastou e manteve distante a multidão de populares que rapidamente se formou ante o inusitado da situação. Macas e cadeiras de rodas foram acomodadas ao longo do passeio, a uma distância segura do local da fuga de gás, enquanto enfermeiros e auxiliares de enfermagem tentavam tranquilizar os doentes.

Técnicos da Comgás, a empresa distribuidora do gás canalizado em São Paulo, conseguiram detetar o ponto exacto onde tinha havido a perfuração dos canos de gás, e o vazamento foi contido. Quando os bombeiros consideraram que já não havia mais risco de explosão, médicos, doentes e funcionários regressaram aos poucos ao edifício.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)