Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Funcionária da ONU viaja pelo mundo em nome das mulheres vítimas de racismo

Jessica Nabongo tornou-se a primeira mulher negra a visitar os 195 países do mundo.
Correio da Manhã 9 de Outubro de 2019 às 17:32
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo viajou sozinha pelos 195 países da Terra
Jessica Nabongo tornou-se a primeira mulher negra a visitar 195 países do mundo. Jessica é filha de pais ugandeses, mas nasceu em Detroit, uma cidade do estado norte-americano de Michigan. Trabalha na ONU e há uns tempos decidiu vincar a sua 'passagem' na Terra, tornando-se a voz de todas as mulheres negras que vivem aterrorizadas pelo racismo.

Nabongo utiliza a rede social Instagram para partilhar cada viagem, cada consquista. Este mês fechou esta aventura com a chegada às Seychelles, na África Oriental.

Em entrevista à CNN, conta que sempre quis colocar o seu nome numa espécie de "livro de conquistas". Apesar de não se considerar uma ativista, confessa que é a lutar em nome das mulheres negras que sente feliz.

Depois de terminar a licenciatura, Jessica conseguiu um emprego numa empresa farmacêutica, comprou o primeiro apartamento em Detroit, mas decidiu mudar de vida. Colocou a habitação a arrendar, tirou uma pós-graduação em inglês na London School of Economics e foi dar aulas para o Japão. 

A paixão pelas viagens surgiu em terras japoneses, onde recebeu uma proposta para trabalhar na ONU. Do Japão seguiu para Benin, na África Ocidental e depois para Itália.

Até aos dias de hoje existem cerca de 150 pessoas que visitaram todos os países do mundo, grande parte desses aventureiros são homens bancos e com passaporte europeu. Quando para muitos viajar significa uma envolvência na cultura de cada país, para Jessica, tal como conta à CNN, houve alturas em que não foi fácil. Segundo a bloguer, o facto de ser negras ser mulher impediu-a por várias viver os costumes de cada país. 

"Já fui acusada de ser prostituta, já fui assaltada e tive homens a perseguirem-me", contou.

Jessica Nabongo fundou uma empresa - a Jet Black - que organiza itinerários de viagens personalidades para grupos em África.

Nesta aventura, Nabongo além de conhecer o mundo conseguiu fazer-se ouvir e mudar a mentalidade das mulheres marcadas pela 'história' do racismo. 

"Não há nada que possamos fazer para contornar o racismo. Ele existe e eu também existo neste mundo como pessoa negra e não vou permitir que isso me impeça de ir a qualquer lugar que eu queira ir. Nem que isso signifique visitar o mundo. "
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)