Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Gerações abaixo dos 40 anos com maior propensão a desenvolver doenças crónicas devido à covid-19

Apesar de sobreviverem ao novo coronavírus, muitos dos doentes desenvolvem patologias.
Correio da Manhã 2 de Agosto de 2020 às 13:46
Coronavírus
Coronavírus FOTO: mário cruz / Lusa
As autoridades de saúde norte-americanas estão preocupadas com o regresso da população com menos de 40 anos, ao trabalho, a bares e restaurantes, porque cada vez há mais vítimas da Covid-19 a desenvolverem doenças crónicas.

O aviso surge depois da Universidade de Johns Hopkins divulgar, que nas últimas duas semanas, 25 estados norte-americanos viram um aumento significativo de casos do novo coronavírus.

Dara kass, uma médica que contacta diariamente com casos positivos do novo coronavírus, alerta que apesar dos pacientes sobreviverem à Covid-19, muitos sofrem efeitos duradouros da doença, nomeadamente a nível cerebral, cardíaco e pulmonar.

Segundo o CBS News, Dara acredita que o ideal seria que as pessoas tomassem consciência da gravidade da doença e adotassem medidas de prevenção como ficar em casa, usar máscaras e lavar as mãos. Mas "algumas pessoas querem correr o risco de contrair a doença, tomar um comprimido e esperar que melhorem - e essa não é a circunstância em que estamos", acrescenta.

Dara Kass sublinha que pacientes atualmente entre os 30 e 40 anos podem "estar a lidar com estes efeitos colaterais provavelmente nos próximos 20 ou 30 anos", sejam pacientes que lutem semanas ou meses contra o novo coronavírus.

Ver comentários