Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Greta Thunberg diz ter tido sintomas de coronavírus após viagem pela Europa

Ativista esteve duas semanas em autoisolamento mas não fez o teste. Já recuperou.
Ricardo Ramos 25 de Março de 2020 às 08:24
Greta Thunberg
Greta Thunberg FOTO: EPA

A ativista ambiental sueca Greta Thunberg disse esta terça-feira que acredita ter contraído Covid-19 durante uma viagem recente pela Europa, mas já se encontra recuperada depois de passado as últimas duas semanas em autoisolamento.

"Tive arrepios, tosse e dor de garganta", relatou a jovem de 17 anos no Instagram, adiantando que o pai, que a acompanhou na viagem, também sentiu alguns sintomas. Greta adianta que não chegou a ser testada porque na Suécia os testes só se fazem às pessoas que apresentam sintomas graves. A ativista disse ainda que decidiu isolar-se em casa após regressar da viagem por prevenção, ainda antes de ter sentido qualquer sintoma, e deixou um apelo aos jovens para não colocarem as vidas dos outros em risco.

"Temos uma enorme responsabilidade e as nossas ações podem representar a diferença entre a vida e a morte para muitas pessoas."

EUA podem ser o novo epicentro 
A Organização Mundial de Saúde avisou esta terça-feira que os Estados Unidos podem tornar-se o novo epicentro da pandemia de coronavírus, dada a "grande aceleração" no número de casos nos últimos dias. "Os EUA têm um enorme surto que está a aumentar de intensidade", informou a OMS.

MUNDO EM PORTUGUÊS
Primeira morte em Cabo Verde
Cabo Verde confirmou esta terça-feira a primeira morte causada pelo novo coronavírus. Trata-se de um turista britânico de 62 anos, que já tinha sido o primeiro caso da doença confirmado no país, na semana passada. O turista, que estava hospedado num hotel da ilha da Boavista, encontrava-se internado desde dia 19 mas o seu quadro clínico agravou-se e acabou por falecer na segunda-feira à noite. Cabo Verde tem ainda outros dois casos confirmados, ambos na ilha de Boavista, onde foi decretada a quarentena. Um deles é o acompanhante do turista falecido, que não tem sintomas.

Luanda sem máscaras
Os cidadãos de Luanda aproveitaram o primeiro dia da quarentena decretada pelo governo para correrem a abastecer-se nos mercados e nas farmácias. Se os alimentos ainda não escasseiam, o mesmo não se pode dizer das máscaras, que estão esgotadas na capital, o que agrava a preocupação de consumidores e comerciantes, principalmente nos mercados paralelos, onde as medidas de distanciamento social não estão a ser cumpridas.

Serviços fechados
A Procuradoria-Geral de Angola encerrou esta terça-feira os seus serviços por 15 dias, embora garanta o cumprimento dos serviços mínimos, nomeadamente o primeiro interrogatório aos arguidos detidos. A Justiça angolana fechou ainda os serviços de registos e notariado e identificação civil e criminal. Já o presidente João Lourenço convocou para esta quarta-feira o Conselho da República para auscultar os conselheiros sobre o reforço das medidas de prevenção e combate à epidemia.

Ajuda de Macau
A comunidade portuguesa em Macau lançou uma recolha de fundos urgente para comprar equipamentos de proteção para os profissionais de saúde em Portugal, bem como testes de despistagem de Covid-19. O presidente da Santa Casa da Misericórdia de Macau, António José de Freitas, afirmou que se trata de uma contribuição da comunidade para o "esforço de guerra" que está a ser travado em Portugal e destacou a urgência das contribuições, uma vez que a conta solidária só vai estar ativa até ao dia 5 de abril.

Dois novos casos em Moçambique
As autoridades de saúde de Moçambique confirmaram esta terça-feira a existência de dois novos casos de Covid-19 no país, fazendo subir para três o número total de casos detetados até agora. Um dos casos diz respeito a uma mulher que esteve em contacto com o primeiro caso registado e o outro é de um homem sul-africano residente em Moçambique. As autoridades identificaram ainda um total de 39 pessoas que tiveram contacto com as que foram infetadas e este grupo também está de quarentena domiciliar.

Transportes públicos
As autoridades guineenses ordenaram esta terça-feira a redução do número de passageiros nos transportes públicos como forma de tentar evitar a propagação do coronavírus. Os táxis só vão poder transportar dois passageiros em vez de quatro, os autocarros passam de 55 para 35 e os miniautocarros de 16 para 12.

VOLTA AO MUNDO
Padre morre a salvar
Um padre italiano de 72 anos morreu no hospital após ceder o ventilador a um jovem infetado, relata a imprensa italiana. Giuseppe Berardelli, pároco da Casnigo, Bérgamo, recusou usar o ventilador comprado pelos fiéis.

Que é feito do dr. Fauci?
Os americanos estão inquietos com a ausência de Tony Fauci. O perito deixou de aparecer ao lado de Trump após queixar-se que é preciso explicar-lhe as coisas quatro vezes. "Não posso empurrá-lo e saltar para a frente do microfone", disse. 

Fim do ano letivo
Representantes do governo espanhol e das comunidades autónomas vão debater esta quarta-feira a situação de exceção causada pela pandemia no ensino. Uma das propostas em cima da mesa é terminar o ano letivo este mês, diz o ‘20 Minutos’.

Vírus ficou no cruzeiro
O coronavírus sobreviveu 17 dias a bordo do navio de cruzeiro ‘Diamond Princess’ após a saída do último passageiro, revela um estudo conduzido pelo Centro de Controlo de Doenças dos EUA citado pela cadeia de televisão CNBC.    

Inovação salva vidas
Médicos italianos conseguiram adaptar as máscaras de mergulho de rosto inteiro vendidas nas lojas de desporto em todo o Mundo para funcionar com os ventiladores dos hospitais, ajudando a reduzir a carência de material.     

Civilização em risco
"Não tenho medo da pandemia, mas temo o colapso da civilização", afirmou em entrevista ao jornal espanhol ‘El País’ o escritor italiano Paolo Giordano, autor do galardoado romance ‘A solidão dos números primos’. 

Até o Papagaio sabe
Um casal israelita ensinou o seu papagaio a repetir frases de advertência para o coronavírus. "Não saias de casa! O corona anda lá fora", diz a ave. A dona partilhou vídeos e diz que podem ajudar a passar a mensagem às crianças... e não só. 

Drones à caça
A polícia de Madrid está a usar drones para apanhar os que insistem em furar as regras de quarentena. Além de filmar o flagrante delito, os drones repetem as instruções das autoridades para ver se os prevaricadores aprendem de vez. 

Ladrão mascarado
Um ladrão reincidente foi apanhado pela polícia da Catalunha após assaltar três supermercados e uma bomba de gasolina com o rosto tapado... por uma máscara contra o coronavírus. Será que assim julgava que passava mais despercebido? 

Nova esperança
Um teste que está a ser desenvolvidos nos EUA deteta se a pessoa já teve Covid-19, mesmo sem saber, e se ficou imune. Pode ser usado para identificar os médicos que são imunes e que podem liderar o combate contra a doença.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)