Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Guterres pede libertação de presos políticos birmaneses após condenação de Suu Kyi

Horas antes, a Alta-Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, pedira igualmente a libertação da birmanesa.
Lusa 6 de Dezembro de 2021 às 20:29
António Guterres, secretário-geral da ONU
António Guterres, secretário-geral da ONU FOTO: Reuters
O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu esta segunda-feira "a libertação imediata" dos presos políticos em Myanmar, após a condenação a quatro anos de prisão da ex-dirigente deposta e Nobel da Paz birmanesa, Aung San Suu Kyi.

"O secretário-geral reitera a sua condenação da tomada do poder militar de 01 de fevereiro e repete o apelo para o fim imediato da violência e da repressão, o respeito dos direitos humanos e a libertação imediata de todos os presos políticos em Myanmar", disse o porta-voz de Guterres, Stephan Dujarric, na sua conferência de imprensa diária.

Horas antes, a Alta-Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, pedira igualmente a libertação de Suu Kyi, líder do partido Liga Nacional para a Democracia (LND), que foi detida juntamente com o então Presidente, Win Myint, também deposto, a 01 de fevereiro deste ano, durante o golpe de Estado militar.

Ver comentários