Homem envenenado com agente Novichok já não está em estado critico

Lorna Wilkinson confirmou os progressos do britânico Charlie Rowley, de 45 anos.
11.07.18
  • partilhe
  • 1
  • +

O homem de 45 anos que, juntamente com a sua mulher, esteve exposto ao agente neurotóxico Novichok, já não se encontra em estado crítico, segundo avançou o Hospital de Salisbury, em Inglaterra, através de um comunicado, publicado esta quarta-feira.

A diretora de enfermagem do hospital, Lorna Wilkinson, confirmou que os progressos do britânico Charlie Rowley, de 45 anos. 

"Ele já não se encontra em estado crítico. A sua condição ainda é grave, mas estável.", avança Lorna Wilkinson em comunicado, citado pelo The Guardian. "A nossa equipa vai continuar a trabalhar para fornecer todos os cuidados necessários para a sua recuperação", concluiu.

Recorde-se que o casal foi envenenado com o agente de nervos Novichok em Amesbury, no Reino Unido, estando exposto a uma dose "substancialmente mais elevada", levando à morte Dawn Sturgess, de 44 anos e ao internamento do companheiro, Charlie Rowley, de 45 anos, hospitalizado desde dia 30 de junho.




pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!