Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

"Mãe, pai, amo-vos": 'homem-pateta' é o novo desafio viral na Internet que já matou um menino de 10 anos em Itália

Perfis com o nome Jonatan Galindo foram criados na Europa, em 2017 e aliciam jovens a cometerem suicídio.
Correio da Manhã 25 de Junho de 2020 às 22:06
Jonatan Galindo, conhecido como 'Homem pateta'
Jonatan Galindo, conhecido como 'Homem pateta'
Jonatan Galindo, conhecido como 'Homem pateta'
Jonatan Galindo, conhecido como 'Homem pateta'
Jonatan Galindo, conhecido como 'Homem pateta'
Jonatan Galindo, conhecido como 'Homem pateta'

Há um novo desafio perigoso a circular pela Internet que levou já à morte de uma criança de 10 anos, em Itália.

Jonatan Galindo, também conhecido por reencarnar a personagem do Pateta, na Disney, utiliza as redes sociais para aliciar as crianças a realizarem vários desafios que podem, inclusive, induzir ao suicídio.

Os menores são aliciados no Facebook através de mensagens, muitas delas com carácter suicida.

"Mãe, pai, amo-vos muito, mas tenho que seguir o 'homem do capuz", foi a última mensagem deixada pelo menino de 10 anos no seu quarto antes de se atirar do décimo primeiro andar. De acordo com o jornal italiano Corriere della Sera, as autoridades estão ainda a investigar a ligação entre o caso e o jogo.

As autoridades divulgaram uma série de alertas para os pais crianças e adolescentes que utilizam diariamente a internet, em especial as redes sociais.

Os primeiros perfis com o nome Jonatan Galindo foram criados na Europa, em 2017. O conteúdo começou por ser em espanhol, mas, é já possível encontrar mensagens em português.

Esta não é a primeira vez que surge um desafio destes. Em 2017, o desafio da baleia azul tornou-se viral, provocando uma onda de suicídios entre crianças e adolescentes.

O "Momo Challenge", o jogo que circulou pelos telemóveis dos jovens a partir do verão de 2018, funcionava através da rede social WhatsApp, através da interção com uma entidade designada como "Momo". O conteúdo das mensagens baseava-se em instruções que incentivavam os jovens a magoarem-se a si próprios e a partilharem dados pessoais, sem nunca contarem aos familiares. 

Metrópoles Facebook Internet Jonatan Galindo questões sociais suicídio mensagens jovens
Ver comentários