Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Idosa de 104 anos sobrevivente da gripe espanhola torna-se a pessoa mais velha do mundo a vencer o coronavírus

Ada Zanusso adoeceu oito dias depois do governo declarar Estado de Emergência no país.
Correio da Manhã 6 de Abril de 2020 às 07:51
Idosa
Idosa FOTO: Getty Images

Uma italiana de 104 anos que sobreviveu à gripe espanhola de 1918 tornou-se a pessoa mais velha do mundo a vencer o coronavírus. 

Ada Zanusso, residente numa casa de repouso em Biella, no norte de Itália, adoeceu oito dias depois do governo declarar Estado de Emergência no país. A idosa testou positivo para a Covid-19 depois de apresentar sintomas como febre e dificuldades em respirar.

Numa entrevista à publicação The Sun, o filho de Zanusso admite que suspeitou desde logo que se tratava de coronavírus, uma vez que são já vários os casos na casa de repouso, inclusive algumas mortes.

Uma médica da instituição referiu que a recuperação da idosa era uma grande alegria e um sinal de esperança "para todos os que sofrem nestes dias difíceis".

Itália registou este domingo o menor número de óbitos por coronavírus desde dia 19 de março. O país lamenta agora 15.887 vítimas mortais e contabiliza um total de 128.948 casos confirmados de infecção pela Covid-19.

Ada Zanusso Itália Covid-19 questões sociais morte coronavírus pandemia covid19 saúde casos infetados
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)