Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Isabel dos Santos sente "legitimidade de reclamar" porque "outros corruptos" continuam "incólumes"

Ativista angolano Sedrick de Carvalho fala sobre a empresária.
Lusa 19 de Janeiro de 2020 às 12:50
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos FOTO: Toby Melville / Reuters
O ativista angolano Sedrick de Carvalho disse este domingo que a empresária Isabel dos Santos sente-se com legitimidade para "reclamar" porque outros "beneficiários" do esquema de corrupção de que usufruiu "continuam incólumes ao lado do Presidente da República".

A viver em Portugal desde 2017, após o desfecho do processo conhecido como 15+2, no âmbito do qual esteve preso em Luanda, o ativista e jornalista disse à Lusa que, sendo "produto dos maiores esquemas de corrupção do país a partir do seu pai", o anterior Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, a empresária "sente-se com legitimidade de reclamar porque ela está a ver que outros que também são beneficiários desse esquema gigantesco continuam incólumes ao lado do Presidente da República", como é o caso do ex-vice-presidente Manuel Vicente.

"O que ela está a tentar transmitir é que não merece ser julgada porque outros também beneficiaram do saque, do roubo, que é, na verdade, um discurso que tem razão de fazer, porque quem a está a julgar, a apertar, a colocar contra a parede, são também corruptos e deste ponto de vista não há legitimidade para corruptos julgarem corruptos. Agora se estivéssemos perante instituições sérias no país, claro que Isabel dos Santos tem que ser julgada e até condenada", afirmou.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)