Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Israelita viajava com diamantes na vagina e ânus

Médicos encontraram dentro do ânus da mulher dois preservativos repletos de diamantes.
26 de Junho de 2013 às 10:38

Uma israelita foi presa pela Polícia Federal brasileira no Aeroporto Internacional de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais, acusada de tráfico internacional de diamantes.

A mulher tentou embarcar num avião para a Europa com diamantes escondidos na vagina e no ânus.

A suspeita e o seu acompanhante chamaram a atenção porque pelo seu estado nervoso.

Ao ser abordada pelos agentes, que lhe fizeram algumas perguntas, a israelita ficou ainda mais nervosa e os federais perceberam que, além do nervosismo, ela parecia ter algum incómodo físico.

Levada para uma sala reservada, a israelita foi submetida a uma revista completa e a polícia ficou ainda mais desconfiada ao descobrir que ela, apesar de não estar menstruada, usava um penso íntimo grande e que parecia bem cheio. Quando o penso higiénico foi aberto, os agentes encontraram lá dentro vários diamantes.

Ao revistarem as bagagens do casal, foram descobertos também vários tubos de lubrificantes íntimos, o que levantou a suspeita de que a cidadã de Israel pudesse ter escondido mais pedras preciosas em outras partes do corpo.

Levada para o Hospital João XXIII, exames de raios X mostraram que a mulher tinha dentro do ânus dois preservativos masculinos igualmente repletos de diamantes, que foram retirados pelos médicos.

A israelita e o acompanhante ficaram presos por tráfico internacional de pedras preciosas. Segundo a polícia, o casal já tinha viajado outras vezes ao Brasil, a última em Abril, provavelmente para traficar mais pedras preciosas.

Brasil mulher israelita diamantes vagina ânus diamantes polícia detenção aeroporto
Ver comentários