Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Já foi revelado o resultado da autópsia de Chester Bennington

Vocalista dos Linkin Park pôs termo à própria vida no dia 20 de julho.
6 de Dezembro de 2017 às 15:11
Chester Bennington
Chester Bennington e a mulher Talinda
Chester Bennington
Chester Bennington
Chester Bennington
Chester Bennington
Chester Bennington e a mulher Talinda
Chester Bennington
Chester Bennington
Chester Bennington
Chester Bennington
Chester Bennington e a mulher Talinda
Chester Bennington
Chester Bennington
Chester Bennington

O relatório da autópsia ao corpo de Chester Bennington, vocalista dos Linkin Park, revelou presença de drogas e álcool no momento da morte.

O relatório publicado pelo site americano TMZ, conclui que Chester Bennington pôs fim à própria vida por enforcamento, após consumir álcool e uma quantidade significativa da droga MDMA, mais conhecida por Ecstasy.

Também foi apontado pelo médico legista que o músico "tinha um historial de pensamentos suicidas". Segundo o TMZ, a viúva do vocalista, Talinda, alertou várias vezes as autoridades para as tentativas de Bennington para pôr fim à própria vida.

Em conjunto com a autópsia está disponível o relatório do polícia que encontrou o corpo do músico, onde foi anotada a presença de meio comprimido de Ambien, um medicamento para as insónias, uma garrafa de cerveja Corona meio cheia e uma garrafa vazia de cerveja Stella Artois.

Ver comentários