Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Joe Biden escolhe Kerry como ‘czar do clima’

Antigo secretário de Estado, que assinou o Acordo de Paris em 2016, vai agora liderar combate às alterações climáticas.
Ricardo Ramos 24 de Novembro de 2020 às 08:44
John Kerry
Biden diz  que Trump está a ser 
“irresponsável”
John Kerry
Biden diz  que Trump está a ser 
“irresponsável”
John Kerry
Biden diz  que Trump está a ser 
“irresponsável”
O antigo secretário de Estado John Kerry foi esta segunda-feira anunciado como o ‘czar do clima’ da nova administração liderada por Joe Biden, uma escolha de peso que mostra a importância que o próximo presidente dos EUA quer dar ao Ambiente e ao combate contra as alterações climáticas. Biden anunciou ainda que o seu conselheiro de longa data Antony Blinken vai liderar o Departamento de Estado, com a prioridade de reparar as relações com os aliados dos EUA.

"Em breve a América terá um governo que trata a crise climática como a ameaça urgente à segurança nacional que é", escreveu Kerry no Twitter pouco depois da sua nomeação ser anunciada. O ex-secretário de Estado de Barack Obama e antigo candidato dos democratas à Casa Branca, que assinou o Acordo do Clima de Paris pelos EUA em 2016, será o enviado especial do presidente Biden para o clima, e a sua tarefa será "combater as alterações climáticas a tempo inteiro".

A equipa de transição de Biden anunciou ainda outros nomes importantes que farão parte da sua equipa, incluindo a nomeação de Antony Blinken, antigo ‘número dois’ do Departamento de Estado e vice-conselheiro de Segurança Nacional de Obama, como secretário de Estado, o principal responsável pela condução da política externa do EUA. Conselheiro de longa data de Joe Biden, terá como missão prioritária reparar os laços com os aliados dos EUA.

Linda Thomas-Greenfiel será a embaixadora dos EUA na ONU e Alejandro Mayorkas vai liderar o Departamento de Segurança Interna. Filho de pais cubanos, será o primeiro latino a ocupar esta pasta.
Destaque ainda para a nomeação de Avril Haines, ex-vice-diretora da CIA, como primeira mulher diretora da Inteligência Nacional. Jake Sullivan, outro aliado de longa data de Biden, será conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca.

Trump afasta advogada após alegações bizarras
A campanha de Trump afastou a advogada Sidney Powell da equipa que está a contestar os resultados eleitorais na sequência de uma série de alegações bizarras, incluindo que o programa informático usado nas eleições foi criado a mando do falecido presidente venezuelano Hugo Chávez. Powell prometeu ainda "rebentar" com a Geórgia com um processo legal "de dimensões bíblicas".
Ver comentários