Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Jovem de 17 anos condenado por matar professora e passear com corpo em caixote do lixo

Adolescente terá que passar um mínimo de 16 anos na cadeia. Enterrou cadáver em sepultura rasa no cemitério.
Correio da Manhã 14 de Agosto de 2020 às 17:01
Adolescente de 17 anos matou professora e escondeu corpo em caixote do lixo
Adolescente de 17 anos matou professora e escondeu corpo em caixote do lixo
Adolescente de 17 anos matou professora e escondeu corpo em caixote do lixo
Adolescente de 17 anos matou professora e escondeu corpo em caixote do lixo
Adolescente de 17 anos matou professora e escondeu corpo em caixote do lixo
Adolescente de 17 anos matou professora e escondeu corpo em caixote do lixo
Adolescente de 17 anos matou professora e escondeu corpo em caixote do lixo
Adolescente de 17 anos matou professora e escondeu corpo em caixote do lixo
Adolescente de 17 anos matou professora e escondeu corpo em caixote do lixo

Rocky Marciano Price, um jovem inglês de 17 anos, foi esta sexta-feira condenado a prisão perpétua pelo homícidio de Lindsay Birbeck, uma professora de 47 anos, ocorrido a 24 de agosto do ano passado.

Depois de matar a mulher, que deixa dois filhos, o homicida, que é autista, passeou pelas ruas de Lancashire, no Reino Unido, com o corpo da vítima num caixote do lixo azul. Depois abandonou o corpo despido, enrolado em sacos de plástico, numa sepultura rasa no cemitério local. A sentença foi conhecida exatamente um ano depois de a professora ser dada como desaparecida.

Entusiasta de fitness e de corrida, a mulher tinha combinado encontrar-se com a filha Sarah, de 17 anos, e com o namorado desta para um lanche, mas nunca apareceu depois de ter ido dar a sua habitual corrida da tarde.

Foi durante a prática de desporto que Linday terá sido atacada, a autópsia ao corpo revelou lesões no pescoço, que poderão ter ocorrido devido "a pontapés, murros ou estrangulamento". Não havia sinais de abusos sexuais ou violação no corpo.

Inicialmente, quando questionado pela polícia, uma vez que foi ‘apanhado’ por câmaras de vigilância em comportamento suspeito, com o corpo no caixote do lixo, o adolescente disse que tinha sido abordado por um homem desconhecido no parque, que lhe ofereceu dinheiro a troco de se livrar do corpo.

Segundo revelou a investigação, o jovem teria sido visto há vários dias a rondar o local e a perseguir mulheres que circulavam na zona sozinhas. "Porque o réu escolheu matar a Lindsay, só ele sabe. As provas recolhidas mostram para além da dúvida razoável que ela foi escolhida apenas por estar sozinha. Foi o homicídio aleatório de uma estranha. Normalmente este tipo de crimes são assim", lamentou o juiz na leitura da sentença.

Condenado a uma pena de prisão perpétua, Rocky só poderá pedir para sair em liberdade condicional depois de cumprir um mínimo de 16 anos de prisão.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)