Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Junta compromete-se com transição de poder dentro de 18 meses no Mali

"Assumimos o compromisso perante vocês de não poupar esforços na implementação de todas essas resoluções", declarou o chefe da junta.
Lusa 12 de Setembro de 2020 às 20:04
Mali foi alvo de golpe de Estado na terça-feira
Mali foi alvo de golpe de Estado na terça-feira FOTO: Getty Images
O chefe da junta do Mali, o coronel Assimi Goita, prometeu este sábado instituir um governo para restaurar o poder civil num prazo de 18 meses, após a adoção de uma carta de transição.

Os especialistas nomeados pela junta que derrubou o Presidente Ibrahim Boubacar Keita, a 18 de agosto, adotaram esta "carta" após três dias de discussões em Bamaco entre personalidades políticas, sociedade civil e militares.

"Assumimos o compromisso perante vocês de não poupar esforços na implementação de todas essas resoluções no interesse exclusivo do povo do Mali. Pedimos e esperamos a compreensão, o apoio e acompanhamento da comunidade internacional na implementação correta e diligente desta carta e da rota de transição", declarou o coronel Goita.

Assimi Goita Mali política golpe de Estado
Ver comentários