Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Mãe quer impedir que o esperma da filha transgénero seja destruído após morte súbita da jovem

Caso aconteceu na Escócia. Jovem faleceu em julho.
Correio da Manhã 25 de Agosto de 2020 às 18:33
Louise Anderson, mãe da jovem
Ellie Anderson, a jovem de 16 anos que faleceu
Louise Anderson, mãe da jovem
Ellie Anderson, a jovem de 16 anos que faleceu
Louise Anderson, mãe da jovem
Ellie Anderson, a jovem de 16 anos que faleceu

Uma mãe vai lutar em tribunal para impedir que o esperma da sua filha transgénero, que morreu de forma súbita em julho aos 16 anos, seja destruído. Louise Anderson descobriu que o esperma guardado pela filha poderia ser destruído brevemente.

A mãe da adolescente planeia usar uma dadora de óvulos e uma barriga de aluguer para tornar o sonho da filha realidade.

"O maior desejo da Ellie era ser mãe", contou Louise ao jornal escocês Daily Record.

Segundo a mesma publicação, a jovem de 16 anos nasceu rapaz, mas foi identificada como menina aos três anos. Tinha planeado fazer uma cirurgia de mudança de sexo aos 18 anos.

A jovem adiou a toma de bloqueadores hormonais para permitir que o seu esperma fosse recolhido.

"Ela fez-me prometer que, se alguma coisa lhe acontecesse, os seus filhos seriam trazidos ao mundo", confessou Louise.

De acordo com a lei britânica, o armazenamento do esperma seria apenas permitido se Ellie estivesse numa relação aquando da sua morte. Nestas condições, o companheiro poderia pedir que o esperma fosse guardado.

A mãe está a tentar que os tribunais utilizem um poder especial, o nobile officium, que consiste em encontrar uma solução numa disputa legal em casos onde a lei não oferece uma solução clara.

Louise Anderson Ellie Anderson esperma mãe tribunal Escócia
Ver comentários