Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Mais de 30 cachorros salvos da morte em mercado de carne na China acabam adotados

Grupo animalista tem salvo centenas de canídeos todos os anos.
Correio da Manhã 28 de Novembro de 2020 às 10:30
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros
Associação salvou 34 cachorros

Um grupo de cães bebés, que tinha como destino ser morto e vendido num mercado de carne, na China, foi resgatado pela associação animalista norte-americana No Dogs Left Behind (‘Nenhum Cão é Deixado para trás’). Os 34 cachorros voaram do país para Nova Iorque, noa EUA, onde estavam já à sua espera as famílias que os vão adotar.

A organização responsável por este resgate, ocorrido em Pequim, na China, desde 2016 que salva centenas de cachorros todos os anos, encontrando lares para acolher os cães salvos.

Assim que aterraram no aeroporto JFK, os animais receberam comida, água, guloseimas e mimos, antes de serem recebidos de braços abertos, e muito entusiasmo, pelas famílias que aguardavam pelos animais, de várias raças.

"Sinto-me fantástica. Mal posso esperar por chegar a casa", disse Carly Weinstein, uma das pessoas que recebeu um dos cães, ao New York post. Já Auxence Goullier, de 11 anos, mostrou-se entusiasmada e disposta a cuidar do cachorrinho que recebeu. "Vou amá-lo com todo o meu coração", garantiu a menina.

Ver comentários