Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos "okupa" em Berlim

Autoridades policiais de Berlim anunciaram o envio de 1.900 agentes da polícia de choque para conter a manifestação.
Lusa 10 de Outubro de 2020 às 00:09
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Manifestação violenta após despejo de prédio que se tornou um dos últimos símbolos dos 'okupa' em Berlim
Várias centenas de pessoas protestaram violentamente no centro de Berlim na noite desta sexta-feira, contra a evacuação de um prédio que se tornou um dos últimos símbolos do movimento "okupa" na capital alemã.

De acordo com a Agência France Presse (AFP), os manifestantes "muitos deles mascarados e vestidos de preto" desfilaram sob chuva torrencial, com uma faixa onde se lia "defenda os espaços abertos, fique na ofensiva". Incendiaram vitrinas de lojas e viaturas e lançaram petardos e fogo de artifício nas ruas do centro da cidade, que ficaram cobertas por fumo denso, segundo informou a polícia.

As autoridades policiais de Berlim anunciaram o envio de 1.900 agentes da polícia de choque para conter a manifestação.

Berlim distúrbios guerras e conflitos manifestação
Ver comentários