Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Matou filha de 2 anos e atirou-se da varanda

Os vizinhos mais próximos repararam que nos últimos dias ela andava tristonha, mas nunca imaginaram que fosse capaz de cometer um crime. Ontem, María Josefa matou a filha e atirou-se da varanda da casa onde vivia, em El Masnou, em Barcelona. Queria matar-se, mas sobreviveu. Está sob detenção num hospital.
15 de Março de 2007 às 00:00
O pátio onde caiu María Josefa
O pátio onde caiu María Josefa FOTO: d.r.
Perplexo ao ver o corpo ensanguentado de María Josefa no chão, um vizinho chamou os bombeiros, que encaminharam o caso para a polícia. María Josefa foi transportada para o hospital numa ambulância, tendo os agentes encontrado dentro da casa o corpo de uma menina de dois anos com sinais de morte violenta. Não foi revelado como a criança foi morta.
María Josefa sofreu politraumatismos graves e poderá ficar paraplégica, mas não corre risco de vida. Um responsável da polícia, Rafael Olmos, adiantou que a homicida deixou uma nota de despedida, na qual qualifica os seus actos de “lamentáveis”.
Marido deixou-a de acordo com alguns vizinhos, María Josefa estava a passar por uma depressão devido ao divórcio. O marido, que a abandonara havia dez dias, já foi localizado pela polícia.
A homicida está detida no Hospital de Can Ruti de Badalona (Barcelona), onde deverá permanecer durante um longo período de tempo, já que, segundo os médicos que a tratam, as lesões que sofreu são bastante graves.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)