Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Médico que coordenou cirurgia de separação de gémeas siamesas no Brasil morre infetado com coronavírus

Profissional de saúde encontrava-se internado num hospital em Nova Iorque, nos EUA.
Correio da Manhã 30 de Março de 2020 às 19:40
James Goodrich
James Goodrich FOTO: Direitos Reservados / Twitter

O médico norte-americano James Goodrich, responsável por coordenar a cirurgia de separação das gémeas Mel e Lis, em abril de 2019, morreu no domingo, dia 29 de março, vítima do novo coronavírus.

O profissional de saúde encontrava-se internado num hospital em Nova Iorque, nos EUA.

Segundo declarações do coordenador da equipa que operou as irmãs, Benício Oton, à publicação G1, James estava internado desde quarta-feira em "estado grave" e sedado no hospital. Os últimos dias do neurocirurgião foram passados na unidade de cuidados intensivos do hospital, a respirar com a ajuda de ventiladores.

Benício Oton lamentou a morte de James, que conhecia há mais de 20 anos. "Além da parte científica, tinha a amizade", declarou ao G1.

James Goodrich esteve no Hospital da Criança, em Brasília, para atuar como conselheiro na missão de separar as irmãs gémeas siamesas Mel e Lis. A separação das irmãs ocorreu no dia 27 de abril, após 10 meses a viverem unidas pela cabeça. A cirurgia, dividida em 36 etapas, começou às 6h30 de sábado e só terminou às 2h30 de domingo.

Brasil Benício Oton James Goodrich Mel Lis saúde hospitais siamesas coronavírus vírus pandemia covid19
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)