Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Menino mordido por aranha toma maior dose de antídoto de sempre

Veneno do animal pode matar em 15 minutos.
24 de Fevereiro de 2017 às 10:41
Um menino australiano de 10 anos foi mordido por uma aranha teia-de-funil e recebeu 12 doses de antídoto, a maior toma de sempre na Austrália.

O animal, que estava escondido num sapato, é considerado o mais mortífero do mundo devido ao seu veneno, que consegue matar em 15 minutos.

No entanto, Matthew Mitchell, que foi levado de urgência para o Hospital Gosford, na costa central australiana, conseguiu sobreviver.

Tomou 12 doses de antídoto e conseguiu sair do hospital pelo próprio pé, um dia depois de ser picado.

"E ter conseguido sair do hospital pelo próprio pé apenas um dia depois, e sem quaisquer efeitos, é uma verdadeira prova do efeito do antídoto", disse Tim Faulkner, diretor geral do Parque Australiano de Répteis onde foi entregue a aranha após ser capturada.

Apesar da aranha ter um dos venenos mais perigosos do mundo, as mortes causadas por ele são raras devido ao potente antídoto que existe no mercado.
Tim Faulkner Austrália Hospital Gosford Matthew Mitchell saúde Parque Australiano de Répteis
Ver comentários