Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Merkel consolida vantagem para eleições legislativas na Alemanha

Eleição decorre já no próximo dia 24 de setembro.
21 de Julho de 2017 às 15:55
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel
A União Democrata Cristã (CDU), liderada por Angela Merkel, consolidou uma clara vantagem de 16 pontos à frente do Partido Social-Democrata (SPD) para as eleições legislativas na Alemanha, de 24 de setembro, segundo uma sondagem publicada esta sexta-feira.

Um estudo do instituto de sondagens alemão "Politbarometer" para o canal público ZDF indica que se as eleições se realizassem hoje, a CDU da chanceler Merkel, juntamente com os seus apoiantes da bávara União Social-cristã (CSU), teria 40% dos votos, enquanto o SPD ficaria com 24% dos votos dos alemães.

A Esquerda e os Verdes, atual oposição parlamentar, empatariam com 8%, a mesma percentagem que o Partido Liberal, atualmente sem lugar no parlamento alemão (Bundestag), e que a formação de extrema-direita Alternativa para Alemanha (AfD), que aspiram entrar na câmara pela primeira vez.

Os eleitores, quando questionados sobre quem preferem ver ocupar o cargo de chefe do Governo, 59% aposta em Merkel e 30% no candidato social-democrata, Martin Schulz.

De acordo com os dados recolhidos, Angela Merkel tem o apoio de 94% dos eleitores conservadores, 82% dos liberais e 25% dos social-democratas.

Apesar dos números apontarem para a vitória da atual chanceler alemã, 55% dos inquiridos dizem não estar claro quem vai ganhar as eleições, frente aos 43% que não têm dúvidas.

Esta sondagem coincidiu com a apresentação, esta sexta-feira, do estudo da "Elite Panel", encomendado pela revista "Capital" e o diário "Frankfurter Allgemeine Zeitung" que se baseia num inquérito realizado a 521 executivos, membros dos conselhos de administração e políticos.

De acordo com este inquérito, a aposta a dois meses das eleições, é a de um novo governo liderado por Merkel, com 87% de apoiantes.

A coligação mais esperada por estes eleitores é a aliança entre a CDU/CSU e os liberais, com os quais Merkel já governou no seu segundo mandato enquanto chanceler.

A maior parte das pessoas entrevistadas neste estudo estão otimistas em relação ao futuro económico do país e 91% dos empresários dizem estar satisfeitos com o progresso das suas empresas, um otimismo que não se vê há muito tempo, segundo o instituto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)