Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Milhares de hamsters vão ser abatidos em Hong Kong depois de 11 terem sido infetados com Covid-19

Autoridades pedem que lhes sejam entregues os hamsters comprados dias antes do Natal e que "não os beijem nem os abandonem na rua".
18 de Janeiro de 2022 às 12:32
Vestígios de Covid-19 detectados em 11 de 178 hamsters, coelhos e chinchilas testados na loja de animais Little Boss
Vestígios de Covid-19 detectados em 11 de 178 hamsters, coelhos e chinchilas testados na loja de animais Little Boss FOTO: Reuters
As autoridades de Hong Kong anunciaram esta segunda-feira que serão abatidos milhares de hamsters depois de vestígios de Covid terem sido encontrados em 11 animais numa loja.

As autoridades pedem que as pessoas entreguem os animais de estimação comprados dias antes do Natal e que não os beijem nem os abandonem na rua, avançou o The Guardian.

O pedido surge depois de vestígios de Covid-19 terem sido detectados em 11 de 178 hamsters, coelhos e chinchilas testados na loja de animais Little Boss e no armazém associado em Causeway Bay.

A testagem aos animais aconteceu depois de dois funcionários da loja terem testado positivo à Covid-19.

Estima-se que cerca 2 mil hamsters, incluindo qualquer comprado desde 22 de dezembro, sejam entregues às autoridades.

A secretária de saúde de Hong Kong, Sophia Chan, admitiu que não há evidências de que animais domésticos possam transmitir a doença para humanos, mas as autoridades estão a agir com cautela.

Esta nãoo é a primeira vez que animais são abatidos devido à infeção por Covid-19. Em 2020, a Dinamarca abateu 15 milhões de martas depois de algumas  terem sido infetadas com uma variante mutante da Covid-19.


Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Hong Kong Covid-19 animais interesse humano saúde doenças
Ver comentários