Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Ministro da Saúde da Nova Zelândia demite-se após violar confinamento

Clark, que admitiu ter violado o confinamento duas vezes, já havia colocado o lugar à disposição há três meses.
Lusa 2 de Julho de 2020 às 07:27
Jacinda Arden, primeira-ministra da Nova Zelândia
Jacinda Ardern
Jacinda Arden, primeira-ministra da Nova Zelândia
Jacinda Ardern
Jacinda Arden, primeira-ministra da Nova Zelândia
Jacinda Ardern
O ministro da Saúde da Nova Zelândia, David Clark, demitiu-se após estar no centro das críticas por ter violado o confinamento da covid-19, anunciou hoje a primeira-ministra, Jacinda Ardern.

"Infelizmente, ainda era uma distração à nossa resposta [contra a pandemia] e era algo que não era sustentável", disse Ardern aos jornalistas em Wellington.

Clark, que admitiu ter violado o confinamento duas vezes, já havia colocado o lugar à disposição há três meses, depois de reconhecer publicamente um passeio numa praia, em família, a 20 quilómetros de sua casa, a 07 de abril, algo que coincidiu com o mais alto nível de alerta do país, então sob confinamento.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
David Clark Jacinda Ardern política governo (sistema)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)