Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Modelo francês de devolução de bens confiscados a líderes estrangeiros não se aplica ao caso "Luanda Leaks, diz ONG

Instituição pede reforço da cooperação judiciária entre Portugal e Angola no caso.
Lusa 28 de Fevereiro de 2021 às 10:04
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
A diretora-executiva da Transparência e Integridade disse este domingo que o modelo francês de devolução de bens confiscados a líderes estrangeiros não se aplica ao caso "Luanda Leaks", propondo o reforço da cooperação judiciária entre Portugal e Angola.

A França está a preparar a restituição às populações, através da criação de um fundo de apoio ao desenvolvimento, dos bens confiscados pelo sistema judicial francês a líderes estrangeiros, legislação impulsionada pelo caso do filho do Presidente da Guiné Equatorial, 'Teodorin' Obiang.

"Acho que o modelo francês não se aplica ao 'Luanda Leaks' porque existe um Estado soberano em Angola que já encetou esse processo de recuperação" de ativos confiscados à empresária e filha do ex-presidente de Angola, Isabel dos Santos, disse Karina Carvalho à agência Lusa.

Ver comentários