Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Morte de um homem pela polícia origina protestos nos EUA

Polícia terá disparado contra um jovem negro.
1 de Março de 2016 às 06:12
Dezenas de pessoas juntaram-se junto à esquadra de polícia de Raleigh
Dezenas de pessoas juntaram-se junto à esquadra de polícia de Raleigh FOTO: Getty Images
Dezenas de pessoas manifestaram-se, esta segunda-feira, sob o slogan "As vidas negras importam", após a morte de um homem pela polícia em Raleigh, na Carolina do Norte, Estados Unidos.

Apesar de a polícia da cidade - que informou do caso - não ter revelado a raça da vítima nem do agente, uma mulher negra identificou-se diante das televisões locais como a mãe da vítima e assegurou que o agente que disparou contra o seu filho é branco.

A mãe, Rolanda Byrd, indicou à ABC7 que o filho foi baleado nas costas enquanto fugia da polícia.

Por seu lado, a chefe da polícia de Raleigh, Cassandra Deck-Brown, explicou que o agente tentava deter a vítima por ter cometido um delito relacionado com drogas.

A comunidade afroamericana e os corpos de polícia local têm vivido, nos últimos anos, em grande tensão nos Estados Unidos após os protestos a nível nacional pelas mortes dos negros Michael Brown em Ferguson (Missouri), Eric Garner em Nova Iorque e Freddie Gray em Baltimore (Maryland).
EUA protestos Raleigh Carolina do Norte Rolanda Byrd morte jovem crime lei e justiça polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)