Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Mulher conduz em contramão para "testar fé" e acaba presa

Nadejda sofreu uma colisão frontal e feriu duas pessoas.
Correio da Manhã 21 de Janeiro de 2020 às 15:59
Estrada
Estrada FOTO: Direitos Reservados

Nadejda Reilly, de 51 anos, decidiu "testar a fé" a conduzir em contramão e o resultado não foi o que esperava. A mulher foi presa a 7 de janeiro depois de sofrer uma colisão frontal e de deixar duas pessoas feridas, nos Estados Unidos.

De acordo com declarações da Polícia da Pensilvânia, a mulher queria testar a sua fé ao conduzir em sentido contrário. Relly, de 51 anos, conduziu durante várias horas enquanto esperava por uma "chamada de Deus". Acabou por embater de frente contra outro veículo.

Dois passageiros do outro carro ficaram feridos e foram levados para o Hospital Lehigh-Hazleton. Um terceiro passageiro saiu ileso.

Um adulto e uma adolescente de 14 anos estão entre as vítimas. O homem encontra-se bem mas, segundo avança a CNN, a condição da menina não é ainda conhecida.

"Reilly não expressou preocupação ou remorso pelas vítimas. Reilly também afirmou que não se importava se outras pessoas estavam feridas porque Deus teria tomado conta delas", disse em declarações o polícia Bruce Balliet.

A mulher foi acusada de agressão agravada, agressão simples, ameaça e assédio imprudente, para além de acusações de trânsito relacionadas com o acidente.

O juiz revogou a fiança da mulher na passada quarta-feira, depois de a considerar uma ameaça para si mesma e para a comunidade.

Nadejda Reilly Deus Estados Unidos da América crime lei e justiça questões sociais polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)