Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Mulher infetada com coronavírus duas vezes diz que à segunda infeção quase morreu

Leslie esteve entre a vida e a morte- Sobreviveu mas ficou com danos severos nos pulmões.
Correio da Manhã 21 de Outubro de 2020 às 07:40
Paciente recebe tratamento numa unidade de cuidados intensivos
Paciente recebe tratamento numa unidade de cuidados intensivos FOTO: Reuters
Leslie Tanyan, de 46 anos, é um dos casos de pacientes que foram infetados duas vezes pelo novo coronavírus. Em junho, a mulher passou pela doença com poucos sintomas tendo sido fácil a recuperação. No entanto, semanas depois, o pior estava por vir.

À segunda reinfeção, a norte-americana teve de ser internada durante três semanas nos cuidados intensivos. Após o internamento, Leslie foi colocada na unidade de cuidados continuados devido aos graves danos que sofreu nos pulmões.

A norte-americana assume que acreditava estar imune à doença após a primeira infeção. Em agosto, quando começou a ter sintomas, Leslie nem sequer foi testada, numa fase inicial, visto ter vencido recentemente o vírus. Mas, desta segunda vez, os sintomas foram severos. 

Devido à falta de ar que estava a sentir, a mulher rapidamente decidiu ir ao hospital. À chegada houve relutância em testá-la novamente, mas os sintomas e o facto da doença ser nova levou os médicos a tomar medidas realizando o teste.

Esteve internada quase um mês e depois colocada numa unidade de cuidados continuados por mais um mês para receber tratamento para os pulmões. 

Agora, Leslie assume "não baixar a guarda" e garante ter tido "muita sorte" em sobreviver.
Leslie Tanyan saúde
Ver comentários