Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Mundo ultrapassa os 50 milhões de casos de Covid-19

EUA são o país mais atingido, com quase um quinto das infeções. Outubro foi o pior mês desde o início da pandemia.
Ricardo Ramos 10 de Novembro de 2020 às 08:13
Coronavírus no País de Gales
Coronavírus no País de Gales FOTO: EPA
O número de casos confirmados de coronavírus em todo o Mundo ultrapassou no domingo à noite os 50 milhões, uma marca trágica que tem vindo a aumentar nas últimas semanas a um ritmo nunca antes visto, com outubro a ser o pior mês desde o início da pandemia.

Os Estados Unidos lideram há meses a lista dos países com mais infeções por Covid-19, estando perto de atingir os 10 milhões de casos, cerca de um quinto do total mundial. O segundo país mais atingido é a Índia, com 8,5 milhões de infetados, seguida pelo Brasil, com 5,6 milhões.

Quase um quarto dos casos a nível mundial, ou cerca de 12,5 milhões, foi registado no mês de outubro, o pior de sempre. Os números confirmam ainda que a pandemia está a acelerar em todo o Mundo: foram precisos 32 dias para chegar dos 30 aos 40 milhões de casos; já para chegar dos 40 aos 50 milhões foram necessários apenas 21 dias.

Fim do confinamento no País de Gales
O País de Gales levantou esta segunda-feira o confinamento total imposto há 17 dias para tentar travar a propagação do vírus. Lojas, cabeleireiros, ginásios e igrejas reabriram e grupos de até quatro pessoas voltam a poder juntar-se em cafés, pubs e restaurantes. A venda de álcool continua proibida depois das 22h.

Um milhão de infetados a cada 3 dias na europa
Uma análise da agência Reuters confirma o completo descontrolo da pandemia na Europa desde outubro, com um milhão de novos infetados a cada três dias. O continente europeu já registou mais de 12 milhões de casos desde o início da pandemia, tornando-se a região do globo mais afetada.

EUA com 100 mil infeções diárias
Os Estados Unidos tornou-se na semana passada o primeiro país mundial a ultrapassar os 100 mil novos infetados por dia. O trágico registo repetiu-se várias vezes ao longo da última semana, confirmando que a segunda vaga está a propagar-se de forma completamente descontrolada no país.

10 mil mortes por mês em Itália
Médicos italianos alertaram o governo de que o país pode chegar às 10 mil mortes por mês se não for decretado novo confinamento nacional obrigatório. Esta segunda-feira entraram em vigor novas restrições na Campânia, Ligúria, Abruzzo e Úmbria.

Novo recorde na Rússia
A Rússia registou esta segunda-feira 21 798 novos casos de infeção por Covid-19, um novo recorde diário no país. A provedora da Saúde, Anna Popova, exortou o governo russo a impor medidas mais restritivas nas regiões mais atingidas do extremo oriente e do Cáucaso.

Contágios baixam na Bélgica
A Bélgica registou uma forte queda no número de infeções nas duas últimas semanas, após a entrada em vigor das medidas mais restritivas. Bruxelas, que há um mês era a cidade europeia com mais casos diários, registou uma descida a pique de 47% no número de novas infeções.

RADAR COVID
Transmissão por via aérea
Um estudo espanhol esta segunda-feira publicado confirmou que existem "evidências significativas" da transmissão do coronavírus por meio de aerossóis, ou seja, gotículas suspensas no ar, e recomendou medidas para minimizar a exposição, como desenvolver atividades no exterior e filtrar ou ventilar os espaços fechados para reduzir a transmissão.

Testes para viajantes
O Reino Unido registou "bons progressos" na preparação de um teste rápido para viajantes, que permitirá evitar as atuais quarentenas obrigatórias para quem entrar ou sair do país.

OMS espera por Biden
O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, disse esta segunda-feira estar "ansioso" por trabalhar com a nova administração norte-americana liderada por Joe Biden e saudou a promessa do presidente-eleito de trazer os EUA de volta para a organização, após a decisão de Trump de a abandonar há um ano.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários