Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

"Na última noite perdi um filho": Jovem de 22 anos morre durante protesto contra violência policial e racismo

Polícia de Omaha anunciou que deteve um suspeito de estar ligado ao tiroteio. Caso aconteceu nos EUA.
Correio da Manhã 1 de Junho de 2020 às 08:36
'Na última noite perdi um filho': Jovem de 22 anos morre durante protesto contra violência policial
'Na última noite perdi um filho': Jovem de 22 anos morre durante protesto contra violência policial
'Na última noite perdi um filho': Jovem de 22 anos morre durante protesto contra violência policial
'Na última noite perdi um filho': Jovem de 22 anos morre durante protesto contra violência policial
'Na última noite perdi um filho': Jovem de 22 anos morre durante protesto contra violência policial
'Na última noite perdi um filho': Jovem de 22 anos morre durante protesto contra violência policial
A noite de sábado foi trágica para James Scurlock e família. O jovem de 22 anos foi morto a tiro à porta de um bar em Omaha,  no Nebraska, Estados Unidos, durante uma manifestação contra a violência policial e racismo.

"Na última noite eu perdi um filho, a minha mulher perdeu um filho, os meus filhos perderam um irmão", lamentou o pai do jovem em declarações à imprensa norte-americana. "A filha dele perdeu um pai. Tudo porque decidiu protestar contra o racismo", acrescentou.

A polícia de Omaha anunciou que deteve um suspeito de estar ligado ao tiroteio, mas não revelou mais detalhes. Várias pessoas no local atiraram as culpas do tiroteio para um proprietário de vários bares naquele local.

Os protestos contra a morte de George Floyd em Minneapolis e Breonna Taylor em Louisville às mãos da polícia multiplicam-se um pouco por todo o Mundo. Os manifestantes pedem fim do racismo e da atuação violenta da polícia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)