Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

"Não dispare. Assim vou morrer". Veja o vídeo inédito da detenção de George Floyd

Daily Mail teve acesso ao vídeo da detenção de George Floyd, filmada pela câmara de corpo de um dos polícias.
Correio da Manhã 4 de Agosto de 2020 às 16:23

O "Daily Mail" teve acesso a um vídeo de quase nove minutos que mostra a detenção de George Floyd, filmada pela câmara de corpo de um dos polícias. Neste vídeo inédito, não aconselhável a pessoas mais sensíveis, ouve-se Floyd a implorar que a polícia não dispare e a dizer, por diversas ocasiões, que assim ia acabar por morrer ali: "Por favor, não dispare. Acabei de perder a minha mãe. Não sou esse tipo de pessoa, não sou um mau tipo. Assim vou acabar por morrer."

Depois de uma queixa de uma loja de conveniência, que acusou Floyd de ter usado uma nota falsificada para pagar uma compra, uma patrulha dirigiu-se ao local e abordou George Floyd, que estava dentro do seu carro, que se encontrava estacionado. Assim que Floyd abriu o vidro teve logo uma arma apontada à cabeça, começando a implorar para que não o alvejassem, antes de começar a chorar. Recorde-se que a ex-mulher de Floyd explicou, mais tarde, que ele estava a sofrer de problemas mentais e que tinha medo da polícia.

Depois de o tirarem do carro, já algemado, os agentes tentaram colocá-lo no banco traseiro do carro patrulha, com Floyd sempre a dizer que sofria de claustrofobia e ansiedade. Pouco depois acabaram por dominá-lo no chão e um dos agentes colocou-lhe um joelho em cima do pescoço ao longo de vários minutos, ignorando Floyd, que repetia, vezes sem conta, que não conseguia respirar.



A morte de Floyd, no dia 25 de maio deste ano, deu início a uma onda de protestos em todo o mundo e desencadeou várias manifestações contra a violência racial nos Estados Unidos e em vários países do mundo.
George Floyd polícia violência
Ver comentários