Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

"Ninguém me disse que era contra as regras", diz Boris Johnson sobre festas que violavam confinamento

Ex-assessor acusa primeiro-ministro britânico de mentir ao Parlamento.
Francisco J. Gonçalves 19 de Janeiro de 2022 às 08:44
Boris Johnson
Boris Johnson FOTO: Reuters
O primeiro-ministro britânico justificou esta terça-feira a participação numa festa na residência oficial, no Nº 10 de Downing Street, em 20 de maio de 2020, negando “categoricamente” ter sido alertado para o facto de a sua presença ir contra as regras do primeiro confinamento por causa da Covid-19. A declaração surge depois de o antigo assessor governamental Dominic Cummings acusar Boris Johnson de mentir ao Parlamento, garantindo que alertou o chefe de governo contra a festa realizada no jardim do Nº 10.

“Não acredito que tivéssemos realizado um evento contra as regras”, afirmou Johnson: “Ninguém me alertou, ou eu lembrava-me.”

O PM, recorde-se, tem reiterado que o governo cumpriu as regras e escusou-se agora a confirmar se aceita demitir-se caso a investigação às festas durante períodos de confinamento, liderada por Sue Gray, confirme que mentiu ao Parlamento. “Teremos de ver o que ela diz”, afirmou Johnson, instando “todos quantos se recordarem destes factos para lhe dizerem o que sabem”.

Na segunda-feira, Cummings desafiou a versão do PM, assegurando que disse a Martin Reynolds, secretário de Johnson, que a presença do PM violava as regras, ao que aquele terá respondido: “Desde que seja socialmente distanciado não há problema. Vou confirmar se o PM concorda.”
Boris Johnson Parlamento Downing Street Covid-19 Dominic Cummings PM política governo (sistema)
Ver comentários
}