Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Norte-americano e militar afegão morreram em troca de tiros

O Pentágono já confirmou a morte de um militar norte-americano, membro da missão da NATO.
8 de Abril de 2015 às 17:35
Militares foram mortos em Jalalabad
Militares foram mortos em Jalalabad FOTO: Reuters

Um militar da missão da NATO no Afeganistão e um soldado afegão morreram esta quarta-feira numa troca de tiros em Jalalabad, capital da província afegã de Nangarhar, informaram fontes oficiais.

Citadas pela agência espanhola EFE, as fontes referiram que o tiroteio ocorreu depois de um encontro entre um alto representante dos Estados Unidos, acompanhado por uma delegação da NATO, e o governador de Nangarhar.

O Pentágono já confirmou a morte de um militar norte-americano, membro da missão da NATO no Afeganistão, que acompanhava a visita de um alto representante norte-americano à província de Nangarhar. Em comunicado, a NATO também referiu a existência de uma vítima entre os seus militares estacionados no Afeganistão, acrescentando que está em curso uma investigação.

O chefe da polícia de Jalalabad, Fazal Ahmad Shirzad, disse à EFE que o tiroteio aconteceu às 13:00 locais (09:30 em Lisboa), quando a delegação da NATO saiu da sede do Governo Provincial.

A NATO pôs um ponto final à sua missão de combate no Afeganistão em 2014, substituindo em janeiro a Força Internacional de Assistência à Segurança (ISAF, sigla em inglês) pela operação 'Resolute Support', com cerca de 4.000 soldados a dar assistência e formação às forças de segurança afegãs.

Apesar de ter retirado do Afeganistão grande parte dos seus militares, os Estados Unidos pretendem manter a missão antiterrorista naquele país até ao final deste ano, com 9.800 soldados envolvidos no combate ao terrorismo.

NATO Afeganistão Estados Unidos militar
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)