Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Nova Zelândia anuncia que está a vencer o coronavírus e prepara-se para levantar quarentena

País é um caso exemplar no combate à pandemia. Regista apenas uma morte em 992 casos positivos.
Correio da Manhã 9 de Abril de 2020 às 10:59
Jacinda Ardern
Jacinda Ardern FOTO: Reuters

Jacinda Arden, a primeira-ministra da Nova Zelândia, anunciou esta quinta-feira que o seu país está a vencer a batalha contra o coronavírus, depois de o balanço diário de hoje só contabilizar 29 novos casos.

A governante congratulou os neozelandeses por terem montado um "muro de defesa" que travou a cadeia de transmissão ao respeitarem de forma ordeira a quarentena obrigatória e reduzirem em massa os para um bloqueio aos contactos sociais.

A Nova Zelância conta com apenas 992 casos positivos de covid-19 e uma morte. O primeiro caso foi confirmado no dia 26 de fevereiro. As fronteiras do país foram encerradas a 19 e março e a quarentena imposta no dia 26 desse mesmo mês.

Apesar de saudar o povo neozelandês, Jacinda Ardern recordou que é preciso manter esforços e passar a Páscoa de uma forma diferente, com cada uma das pessoas confinada à sua habitação. No dia 22 de abril, o governo decide a extensão ou o alívio das restrições impostas até à data.

Apesar do primeiro caso só ter sido confirmado no final de fevereiro, o país começou a realizar testes no dia 22 de janeiro. O governo optou por tomar medidas drásticas de saúde em meados de março, numa altura em que o número de casos ainda era pouco significativo. 

A partir do dia 14 de março, todos os recém-chegados ao país foram obrigados a realizar quarentena e os navios de cruzeiro foram impedidos de atracar. No dia 19, foram proibidos os ajuntamentos com mais de 100 pessoas e seis dias depois, foi imposta a quarentena obrigatória – numa altura em que se registavam 295 casos. Desde então que escolas, bares, restaurantes, cafés e outros negócios de bens não essenciais, estão de portas fechadas. 

Atualmente, a Nova Zelândia está a testar cerca de 3500 pessoas por dia. O jornal The Mirror compara o número com a média diária de 15000 testes realizados no Reino Unido, país com uma população 13 vezes superior.

Até ao momento, a única morte que o país da Oceânia regista é a de uma idosa da Ilha Sul, que foi inicialmente diagnosticada com uma gripe. Também no mesmo continente, a Austrália parece estar a achatar a curva epidemiológica, com apenas 51 mortes e 6089 casos até ao momento. Recorde-se que também este país fechou fronteiras e restringiu numa fase precoce as viagens de e para a China.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)