Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Nove infetados com coronavírus no departamento de xerife português em Nova Jérsia

Xerife luso-americano e outros oito agentes pertencem ao departamento da cidade de Newark.
Lusa 2 de Abril de 2020 às 23:59
Armando Fontoura
Armando Fontoura
Armando Fontoura
Armando Fontoura
Armando Fontoura
Armando Fontoura
Armando Fontoura, xerife português do condado de Essex, nos Estados Unidos, infetado com o novo coronavírus e a recuperar em casa, informou esta quinta-feira que outros oito agentes do departamento testaram positivo e cerca de 20 estão em quarentena.

Numa declaração enviada à agência Lusa, o xerife luso-americano, de 76 anos, disse que se encontra em recuperação estável e "de bom humor", "determinado a recuperar totalmente e voltar ao trabalho nas linhas da frente o mais rápido possível".

O luso-americano confirmou no domingo ter testado positivo para o novo coronavírus e hoje revelou a existência de outros oito infetados no departamento que lidera na cidade de Newark e o isolamento de 20 funcionários devido à exposição à covid-19.

Armando Fontoura expressou ainda "imensa gratidão" por "todo o apoio, carinho e votos de melhoras de toda a comunidade" e também dos amigos em Portugal.

Xerife há 30 anos, o português está na direção de vários órgãos de autoridade e segurança, com um total de cerca de 400 funcionários, nos 22 municípios do condado.

Coordenador do Gabinete de Gerenciamento de Emergências de Essex, Armando Fontoura continua a cumprir as funções e missão de segurança pública, a partir de casa, em "constante contacto" com o chefe do departamento, delegados 'undersheriff', oficiais superiores, capitães e tenentes.

Nascido em Vilar de Perdizes, concelho de Montalegre e imigrado nos EUA há 65 anos, Armando Fontoura está a cumprir o décimo mandato consecutivo, até 2021, no maior departamento do Estado desta autoridade.

O luso-americano acrescenta estar em "estreita harmonia" com o líder executivo do condado, Joe Di Vicenzo, que também está infetado "e também se encontra a trabalhar de casa, com os parceiros federais, estatais e municipais".

Numa entrevista por videochamada ao canal de televisão de Nova Jérsia, na segunda-feira, o xerife mostrou-se emocionado e pediu a compreensão do público para com os responsáveis da segurança, que "são tão ou mais vulneráveis", porque estão em contacto com situações de risco.

Esta semana, os presidentes de quatro cidades do condado de Essex anunciaram o encerramento obrigatório das fronteiras e isolamento obrigatório em casa durante sete dias, até a próxima terça-feira, incluindo na cidade de Newark, onde vive uma grande comunidade de portugueses.

De acordo com as informações mais recentes da Polícia de Nova Jérsia, mais de 160 agentes da lei estão infetados em todo o estado.

O condado de Essex regista 99 mortes relacionadas com a covid-19, segundo a universidade Johns Hopkins, enquanto Nova Jérsia é o segundo estado com maior número de infetados nos EUA, registando 25.590 doentes e 537 mortos.

O estado vizinho, Nova Iorque, é considerado o epicentro da covid-19 nos EUA, com 92.380 casos e 2.468 mortos.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 51 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 190.000 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Newark Nova Jérsia Essex Armando Fontoura Estados Unidos EUA Estado questões sociais demografia emigrantes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)