Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Órgão de Saúde do Brasil ataca Bolsonaro e classifica ações do presidente brasileiro como genocidas

Organização apelou ainda a que a população brasileira mantenha o isolamento social como medida preventiva contra a Covid-19.
Lusa 30 de Abril de 2020 às 07:04
Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro
Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro FOTO: Ueslei Marcelino
O Conselho Nacional de Saúde (CNS), órgão vinculado ao Ministério da Saúde brasileiro, classificou na quarta-feira de "irresponsáveis, criminosas e genocidas" as ações do chefe de Estado, Jair Bolsonaro, face à pandemia da covid-19.

Numa carta aberta difundida na própria página da internet, o CNS, instância deliberativa do Sistema Único de Saúde (SUS) do país, apelou ainda a que a população brasileira mantenha o isolamento social como medida preventiva contra a covid-19, ao contrário do defendido por Jair Bolsonaro.

"Não bastasse as atitudes irresponsáveis, criminosas e genocidas, além da campanha de desinformação disseminada pelo Presidente da República, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, aplica uma política de austeridade fiscal danosa, que se encontra sob fogo cruzado nas principais economias do mundo, inclusive por aquelas que a defendiam como única alternativa há pouco tempo", acusou o órgão.

Mais informação sobre coronavírus AQUI.

MAPA da situação em Portugal e no Mundo.

SAIBA como colocar e retirar máscara e luvas.

APRENDA a fazer a sua máscara em casa.

CUIDADOS a ter quando recebe uma encomenda em casa.

DÚVIDAS sobre coronavírus respondidas por um médico

Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)