Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

"Família respeitada": Pais do condutor do 'camião do horror' viajam para o Reino Unido

Vizinhos dizem que os pais de Mo "se sentiram em cativeiro na própria casa".
24 de Outubro de 2019 às 16:23
Caso do camião no Reino Unido chocou o mundo. Foram encontrados 39 migrantes mortos
Caso do camião no Reino Unido chocou o mundo. Foram encontrados 39 migrantes mortos FOTO: Reuters

Os pais de Mo Robinson, o condutor do 'camião do horror', já estão a caminho do Reino Unido para darem apoio ao filho. Na Irlanda, a família é respeitada pelos vizinhos e muitos assumem "esperar" que o motorista seja ilibado de qualquer acusação. 

Mo Robinson, de 25 anos, foi detido pelas autoridades britânicas e estará sob a alçada das mesmas durante mais 24 horas para interrogatório. Enquanto isto, a polícia efetua buscas em três propriedades na Irlanda do Norte, de onde é o condutor. 

De acordo com um vizinho dos pais de Mo, este visitava-os a cada duas semanas. O pai, Mark Robinson, é treinador um clube amador local da Liga de Futebol Mid-Ulster.

De acordo com o vereador local, Paul Berry, o pai de Mo descobriu a detenção do filho através das redes sociais. Na localidade, esta é uma "família respeitada", segundo o vereador. 

Berry disse ao Belfast Telegraph que ninguém da polícia informou os pais de Mo da sua detenção e que o irlandês era "inocente até prova em contrário".

"O sentimento é de choque total e espero que esta história não seja verdadeira em termos de seu envolvimento", revelou ainda o vereador.

Paul disse ainda que a família ficou incomodada com os "holofotes indesejados" que o incidente tinha refletido sobre eles.

"Foi muito angustiante para a família, pois sentiram que estavam em cativeiro na sua própria casa", disse o vereador.

Os 31 homens e oito mulheres eram cidadãos chineses e suspeita-se que tenho morrido sufocados e congelados até à morte após passarem pelo menos 12 horas dentro de um contentor com 25 graus negativos.

A polícia que investiga uma das maiores investigações de homicídio do Reino Unido continua a questionar Robinson - cuja namorada está grávida de gémeos. 

Ver comentários