Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Passageiros recusam partilhar avião com turistas de Wuhan que se medicavam contra a febre por temerem coronavírus

Grupo de cerca de 70 pessoas receava que estes passageiros estivessem infectados com novo vírus e pudessem contagiá-los.
Correio da Manhã 28 de Janeiro de 2020 às 18:31
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus

Um grupo de passageiros de Xangai, na China, recusaram entrar no mesmo voo que 16 turistas de Wuhan após, alegadamente, terem sido vistos a tomar medicamentos contra a febre 'às escondidas' no aeroporto. 

O drama teve lugar esta segunda-feira no Japão quando os dois grupos se preparavam para regressar a casa do aeroporto internacional de Chubu, perto de Nagoya. 

Segundo avança o Daily Mail, o grupo de aproximadamente 70 pessoas exigiu que os 16 turistas fossem barrados naquele voo receando a transmissão do coronavírus que está a deixar o mundo em alerta. 

O impasse levou a um atraso de cinco horas do voo que tinha como destino Xangai. Os passageiros de Wuhan, o ponto zero do novo coronavírus, acabaram por eventualmente entrar no voo após uma equipa do Consulado da China em Nagoya ter mediado a situação. 

O coronavírus já matou 106 pessoas - todas na China - e infetou mais de 4500 em todo o mundo. 

China Wuhan Xangai economia negócios e finanças questões sociais turismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)