Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Pastor é morto a tiro após se negar a pagar 1,61 euros por reparação de energia elétrica

Quatro encapuzados foram até à casa do pastor e mataram-no com mais de 10 tiros. 
Correio da Manhã 23 de Janeiro de 2022 às 21:56
Polícia brasileira
Polícia brasileira FOTO: Getty Images
O pastor de uma igreja e outra pessoa foram mortos a tiros, em Palmas, no sul do Paraná, no Brasil, após se ter negado a pagar 10 reais (1,61 euros à taxa de câmbio atual) por reparação de energia elétrica feita por um vizinho.

O sistema de energia parou de funcionar na igreja onde também fica anexada a casa do pastor, na noite de sexta-feira. O pastor decidiu procurar um vizinho que pudesse fazer a reparação e o homem pediu o valor de 10 reais (1,61 euros) pelo serviço, sendo que o pastor disse que não pagaria, avançou o G1.

De acordo com testemunhas, depois de ter recusado o pagamento, começou uma confusão entre os envolvidos e outras pessoas que interviram.

O homem voltou minutos depois com dois irmãos que começaram a disparar contra as pessoas que estavam em frente à igreja. Quatro homens, de 21, 22, 25 e 32 anos, foram baleados, sendo que o de 25 anos morreu. O suspeito de atirar contra o grupo também foi baleado, com um tiro no abdómen.

Já na madrugada de sábado, quatro encapuzados foram até casa do pastor, segundo a polícia e mataram-no com mais de 10 tiros. 

A Polícia Municipal informou que pessoas da comunidade revoltaram-se contra os suspeitos de matar o pastor e incendiaram a casa de um deles.

O caso está a ser investigado.
homicidio Brasil pastor energia elétrica reparação morte tiros baleado polícia desacatos
Ver comentários