Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Pedófilo estrangulado até à morte e encontrado com preservativos na garganta

Richard Huckle cumpria 22 penas de prisão perpétua por ataques sexuais a 200 crianças.
Correio da Manhã 17 de Janeiro de 2020 às 10:09
Grades de Prisão
Grades de Prisão FOTO: Getty Images
Richard Huckle cumpria 22 penas de prisão perpétua por ataques sexuais a 200 crianças quando foi estrangulado até à morte e encontrado com preservativos enfiados na garganta na sua própria cela na prisão de Full Sutton, em Yorkshire, Inglaterra. 

O crime aconteceu no dia 13 de outubro de 2019, mas só no início desta semana foi detido um homem, de 29 anos, suspeito de estar ligado ao homicídio de Richard, o homem que era conhecido por ser o "pior pedófilo da Grã-Bretanha". 

Há ainda relatos de que Richard Huckle possa também ter sido esfaqueado com uma lâmina improvisada. 

Huckle era fotógrafo freelancer e vendia as imagens das suas vítimas na 'dark web'. O pedófilo gabava-se na Internet de que era mais fácil abusar de crianças pobres na Malásia do que as ricas de origem ocidental.

Quando foi detido, o fotógrafo estava a escrever um guia para ensinar outros pedófilos a abusar de crianças e evitar serem apanhados. A polícia descobriu mais de 20 mil fotos e vídeos de pornografia infantil no computador do pedófilo quando este foi apreendido.

Foi condenado a 22 penas de prisão perpétua em 2016 por um número sem precedentes de delitos contra crianças com idades entre seis meses e 12 anos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)