Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Perde trabalho após diagnóstico errado de epilepsia

Rod Puckey, de 63 anos, foi impossibilitado de conduzir.
28 de Agosto de 2018 às 11:40
Rod Puckey
Dor de barriga
Rod Puckey
Dor de barriga
Rod Puckey
Dor de barriga
Um homem de 63 anos, de West Midlands, Inglaterra, alega ter perdido o trabalho e a carta de condução após um diagnóstico errado de epilepsia. Rod Puckey tinha, no entanto, uma diarreia extrema. 

O homem sentia-se mal, com suores e corria constantemente para a casa-de-banho depois ter tido uma infeção viral em março. O pai de quatro filhos decidiu então recorrer a uma unidade hospitalar que lhe terá diagnosticado com um "episódio de epilepsia precoce", segundo cita o jornal Mirror.

Após o diagnóstico, contactou o equivalente ao Instituto de Mobilidade e dos transportes em Inglaterra, uma vez que o seu trabalho era entregar equipamentos médicos pela Europa, que lhe disse que não poderia conduzir num período de seis meses, o que significava que também não poderia trabalhar.

Com uma família para sustentar, Rod decidiu pedir uma segunda opinião numa clínica privada. Foi aí que descobriu que foi mal diagnosticado. De acordo com o novo diagnóstico, o pai de quatro filhos tinha apenas um caso severo de diarreia. 

Apesar deste novo resultado, o britânico manteve-se impossibilitado de trabalhar pois a sua carta de condução tinha sido revogada pelo IMT.

"Eu estou a ser severamente castigado e só tive doente alguns dias", afirma. 

Com 63 anos e sem trabalho, o britânico alega agora que está a ter dificuldades pois tem contas para pagar.
Mirror West Midlands Inglaterra IMT Rod Puckey Instituto de Mobilidade Europa saúde doenças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)