Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Peregrinos judeus começam a abandonar fronteira ucraniana

Anton Bytchkovski, confirmou "que o número está a diminuir".
Lusa 18 de Setembro de 2020 às 11:49
A ação judicial foi motivada pela distribuição de textos do ultranacionalista ucraniano Dmitro Korchinsky
A ação judicial foi motivada pela distribuição de textos do ultranacionalista ucraniano Dmitro Korchinsky FOTO: Reuters
Centenas de peregrinos judeus bloqueados durante dias na fronteira entre a Bielorrússia e a Ucrânia por causa das medidas contra a pandemia de Covid-19 estão a retirar-se, renunciando à peregrinação em território ucraniano.

"Se ontem (quinta-feira) eles eram mil, esta manhã às 10h00 (07h00 em Lisboa) não eram mais de 700" no posto fronteiriço de Novi Yarylovychi, disse à France-Presse o porta-voz dos guardas fronteiriços ucraniano Andri Demtchenko.

O homólogo bielorrusso, Anton Bytchkovski, confirmou "que o número está a diminuir".

Ucrânia Bielorrússia política judeus peregrinos
Ver comentários