Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Petição contra a vacina para o coronavírus ganha força com mais de 500 mil assinaturas

Autores do movimento dizem que não aceitam ser usados como cobaias de uma vacina "feita à pressa".
Correio da Manhã 22 de Maio de 2020 às 07:53
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Uma petição mundial criada a 7 de maio contra a vacina obrigatória para o coronavírus está a ganhar força com o argumento, dado pelos seus criadores, de que não querer ser cobaias de uma vacina "anti-ética" e feita à pressa. 

O movimento conta já com mais de 500 mil assinaturas e cresce a cada hora que passa.

"Pessoas de boa vontade podem discordar sobre a segurança, eficácia e implicações religiosas de uma nova vacina para o coronavírus. Mas todos devem concordar com este ponto: nenhum governo pode forçar qualquer pessoa que tenha atingido a idade adulta legal a ser vacinada contra o coronavírus. Da mesma forma, nenhum governo pode vacinar menores de idade contra o coronavírus contra a vontade de seus pais ou responsáveis". É desta forma que a LifeSite, criadora do movimento, justifica esta petição. 

Segundo os autores, o objetivo da petição é levar a que os responsáveis políticos rejeitem pedidos de vacinação obrigatória para a Covid-19. 

"Embora algumas pessoas, como Bill Gates, possam ter muito dinheiro, a sua opinião e a da sua ONG (Fundação Bill & Melinda Gates), ou seja, que a vida não voltará ao normal até que as pessoas sejam amplamente vacinadas, não devem influenciar decisões políticas num programa de vacinação contra o coronavírus", defendem os autores da petição.

No site onde se encontra a petição, é ainda argumentado: "Escusado será dizer que a produção de vacinas usando fetos para replicação celular é totalmente ineficaz, pois a técnica é gravemente imoral. Não podemos e não permitiremos que o governo tome essa decisão por nós", garantem.

O número de assinaturas ambicionado era os 500 mil, um objetivos que já conquistaram. Agora 
vão enviá-las a todos os governos para que sejam feitos mais estudos de modo a garantir a total segurança da vacinação.

saúde questões sociais medicina preventiva política Iniciativa popular parlamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)