Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

PM do Líbano recusa formar governo com candidato do Hezbollah

O primeiro-ministro do Líbano, Saad Hariri, anunciou hoje que o seu partido não participará num executivo dirigido por um candidato do Hezbollah.
24 de Janeiro de 2011 às 11:57
Saad Hariri, primeiro-ministro do Líbano
Saad Hariri, primeiro-ministro do Líbano FOTO: d.r.

"A Corrente do Futuro anuncia, a partir de hoje, que recusa participar num governo dirigido por um candidato do '8 de Março'", lê-se num comunicado do gabinete de imprensa de Hariri que se refere à oposição liderada pelo Hezbollah.

O Presidente do Líbano, Michel Sleimane, iniciou hoje consultas com os grupos parlamentares para nomear um novo primeiro-ministro.

"A escolha é clara, há um candidato que se chama Saad Hariri e um outro candidato que é o do '8 de Março'", afirma o comunicado do primeiro-ministro em exercício, acrescentando que "tudo o que se diz sobre um candidato consensual é fictício".

O secretário-geral do Hezbollah, Hassan Nasrallah, afirmou no domingo que o seu partido pretende ver criado um governo de "parceria nacional" no qual "participem todos os partidos".

A crise governamental no Líbano foi desencadeada pelas posições opostas do partido de Hariri e do Hezbollah a propósito do tribunal da ONU encarregue de investigar o assassínio em 2005 do ex-primeiro-ministro Rafic Hariri, pai de Saad.

Saad Hariri Líbano Hezbollah Hassan Nasrallah Michel Sleimane
Ver comentários