Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

"Podíamos ter salvado vidas": Especialista em doenças infecciosas critica Trump

Anthony Fauci tem sido o principal rosto da Administração Trump na luta contra o coronavírus.
14 de Abril de 2020 às 08:27
Anthony Fauci ganhou credibilidade por corrigir publicamente as inverdades de Donald Trump sobre a pandemia, mas este último desabo poderá ser fatal
Anthony Fauci ganhou credibilidade por corrigir publicamente as inverdades de Donald Trump sobre a pandemia, mas este último desabo poderá ser fatal FOTO: Reuters
O especialista em doenças infecciosas que tem sido o principal rosto da Administração Trump na luta contra o coronavírus, Anthony Fauci, admitiu que "muitas vidas poderiam ter sido salvas" se o presidente tivesse tomado medidas mais cedo para controlar a epidemia.

"Obviamente, podemos sempre dizer que se tivéssemos iniciado mais cedo os esforços de contenção podíamos ter salvado vidas. Ninguém pode negar isso. Mas estas decisões são complicadas", afirmou Fauci em entrevista à CNN. Trump não perdeu tempo a reagir e, horas depois, partilhou no Twitter um comentário de um apoiante republicano afirmando que "está na hora de despedir o doutor Fauci".

O especialista, recorde-se, ganhou o respeito dos americanos pela sua postura séria e factual, não hesitando em corrigir publicamente o presidente nas conferências de imprensa.

PORMENORES
10 mil mortes em N. Iorque
O estado de Nova Iorque, o mais afetado pela pandemia nos EUA, registou ontem mais 671 mortes por coronavírus, fazendo subir o número total de vítimas para 10 056. Apesar da trágica marca, o governador Andrew Cuomo garantiu que "o pior já passou" e o estado parece estar a conseguir "achatar a curva" da infeção. Avisou, no entanto, que as medidas de contenção e distanciamento social devem continuar a ser respeitadas.

Reabrir a economia
Donald Trump garantiu ontem que a decisão de levantar as medidas de confinamento é da sua responsabilidade e não dos governadores estaduais. "A decisão será anunciada em breve", afirmou Trump, que tem defendido a reabertura da economia a 1 de maio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)